BLOG
Felipe Carvalho 29 de março de 2018

5 dicas de Google Analytics para e-commerces

O investimento para implantar uma loja virtual não é pequeno. Desde o plano de negócios até a loja começar a vender e se tornar lucrativa são várias etapas a serem vencidas. Infelizmente, por falta de um olhar estratégico e de conhecimento sobre o mercado, muitas lojas virtuais acabam fechando (ou sendo abandonadas pelos seus investidores – o que é ainda pior). Mas para quem está na contramão desse trágico – porém real – cenário, uma das maneiras efetivas de acompanhar de perto a evolução e os resultados de um e-commerce é a análise de dados através da ferramenta Google Analytics.

Como usar o Google Analytics? Como ele funciona?

O Google Anaytics, além de muito poderoso em termos de métricas de negócios, também é muito fácil de ser configurado. Obviamente que alguns recursos avançados exigirão conhecimento intermediário e/ou avançado em programação (o que pode ser resolvido com a contratação de um programador para fazer as configurações), mas o código básico do Analytics pode ser inserido na sua loja virtual de forma bem prática, pois a maioria das boas plataformas de e-commerce possuem uma integração com vários serviços do Google, sendo necessário apenas inserir algumas informações básicas no próprio painel administrativo da plataforma.

Utilizando uma linguagem bem simples, o Google Analytics funciona captando os dados de navegação dos usuários de um site e organizando-os em relatórios.

Quais tipos de relatórios o Google Analytics exibe?

São muitos dados coletados pelo Google, mas os principais e mais utilizados em análises diárias são: informações de quantidade de usuários que visitaram o site, tempo médio de duração de uma sessão, quantidade de páginas que os usuário veem em uma sessão, visitas novas e visitas recorrentes, localização do usuário (país, estado e cidade), dados demográficos (gênero e faixa etária), páginas mais visualizadas do site, conclusões de metas (pedido, solicitação de orçamento, etc.), e por aí vai.

Vale lembrar que para cada negócio um tipo de informação será mais relevante, por isso, recomenda-se definir os chamados KPIs (Indicadores de Performance) no início de um projeto. Com indicadores claros, a análise será mais focada, afinal, nem sempre olhar para uma enxurrada de dados significará encontrar os melhores insights.

5 dicas de Google Analytics para e-commerces que você não conhecia

Talvez seja muito preciosismo afirmar que as 5 dicas de Google Analytics do vídeo abaixo são desconhecidas por todos, porém, muitos gestores de loja virtual de fato não conhecem – ou nunca pararam para analisar – esses recursos.

Confira o vídeo abaixo, exibido em parceria com a Fbtis (plataforma de loja virtual para e-commerces de médio e grande porte).

Explore melhor os recursos do Google Analytics a seu favor

Gostou do vídeo? O que acha de explorar melhor os recursos do Analytics e utilizar os dados estratégicos para acelerar os seus resultados?

Entre em contato conosco. Ofertamos consultoria de marketing digital que utiliza o Google Analytics como ferramenta para mensuração de resultados. O seu negócio certamente tem muito a ganhar!

Receba mensalmente conteúdo gratuito Saiba o que fazer para melhorar seus resultados com marketing digital. Inscreva-se em nossa newsletter e receba conteúdos em primeira mão.


    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

    Para otimizar sua experiência durante a navegação, fazemos uso de nossa Política de Privacidade. Para proteger seus dados pessoais respeitamos nossa Política de Privacidade. Ao seguir com a navegação e visita, você concorda com nossas Políticas.