BLOG
Felipe Carvalho 5 de novembro de 2020

Como a experiência do usuário afeta diretamente os resultados do seu site?

Um site com baixa performance normalmente se caracteriza por proporcionar uma experiência ruim ao usuário, com falhas no design, na velocidade de carregamento, no conteúdo, entre outros problemas.

Mas, por que e como a experiência do usuário afeta os resultados do seu site? Neste artigo, esclarecemos essas dúvidas e também apresentamos formas de transformar essa experiência. Acompanhe!

>> Aprenda a criar um site que dá resultado, e não problema.

A importância da experiência do usuário

Proporcionar uma experiência segura, útil e memorável ao usuário possibilita gerar confiança na marca, de modo a agregar valor a ela em curto, médio e longo prazos.

No entanto, esses não são os únicos benefícios! Paralelamente, também é possível garantir que seu site tenha melhores resultados, com aumento de tráfego e da taxa de conversão.

O motivo disso é simples: quanto melhor for a experiência do usuário no site, melhor será seu desempenho em resultados de pesquisa em motores de busca, como o Google.

Na prática, isso significa ter um melhor ranqueamento, já que motores de busca posicionam bem sites que oferecem aos usuários uma experiência diferenciada, dando maior visibilidade à marca.

Daí a importância de garantir uma boa experiência ao usuário: dessa forma, será possível atingir metas e objetivos do site com maior facilidade, obtendo ou superando o retorno esperado.

Como melhorar a experiência do usuário em seu site?

Quer melhorar a experiência do usuário para gerar bons resultados em seu site? Isto é possível por meio da adoção de diferentes ações, como as listadas a seguir:

Aumente a velocidade de carregamento de seu site

A lentidão de carregamento provoca impactos negativos, especialmente na taxa de conversão, com menor chance de captar leads ou gerar vendas. Logo, é essencial aumentar a velocidade de carregamento.

Essa melhoria deve ser pensada como um todo, utilizando ferramentas e métricas, além de testes para garantir que a velocidade de carregamento é realmente rápida, como o que é oferecido pelo Google PageSpeed Insights, que é gratuito e simples de ser usado.

Há, também, o Web Vitals, que oferece um conjunto de métricas de três dimensões para traduzir a experiência do usuário, disponibilizando opções de otimizações para melhorar a performance do site.

É possível, por exemplo, compactar e reduzir o tamanho de imagens, utilizar o cachê de navegadores, revisar códigos, limpar tags, realizar otimizações e ajustes do teste A/B.

Aposte em um design responsivo

Um design responsivo se caracteriza por se adaptar a qualquer tipo de dispositivo e resolução, sem apresentar distorções. Esse é um detalhe importante porque se o usuário não conseguir ver o conteúdo do site, sua experiência foi comprometida.

Como resultado, há uma baixa taxa de conversão e ranqueamento ruim em motores de busca. Por isso, o tráfego será reduzido e há a perda de oportunidades de negócios.

Justamente por isso é essencial desenvolver e implementar um design personalizado, otimizado e responsivo para seu site, para gerar resultados mais expressivos e atingir objetivos estabelecidos.

A marca pode investir, por exemplo, em um design personalizado para seu tipo de audiência, que agrade visualmente, mas não tire o foco do que o usuário está buscando, ou seja, o conteúdo do site. Assim, a chance de conquistar resultados mais significativos é maior.

Simplifique

Quanto mais tempo o usuário demorar para realizar uma ação em seu site, maior é a chance de ele nem ao menos finalizá-la. Uma boa prova disso é a alta taxa de abandono de carrinho de lojas virtuais com vários e complicados passos.

Por isso, procure simplificar ao máximo seu site, disponibilizando um serviço ou um processo de compra em poucos cliques. Repense processos e o site como um todo para otimizá-lo com maior eficácia.

Trabalhe corretamente com CTAs

Utilizar corretamente as CTAs faz com que a experiência do usuário seja otimizada e seu site tenha uma maior taxa de conversão. Mas, como trabalhar esse recurso de maneira adequada?

O segredo está em se lembrar que toda CTA tem como foco converter. Então, é preciso saber o propósito / objetivo da marca, criar CTAs claras e bem posicionadas na página, conectando fácil e rapidamente o usuário com o que ele está buscando.

Curiosamente, nem sempre é possível saber de primeira qual o melhor posicionamento da CTA, mas é possível realizar testes como o A/B, para verificar opções e seu desempenho entre os usuários, podendo escolher a que entrega melhor performance.

Leia também: Jornada de Compra: o que é e como ela funciona

Disponibilize uma ferramenta de busca

Se a intenção é melhorar a experiência em seu site, é essencial que ele tenha uma ferramenta de busca para que o usuário encontre o que precisa em poucos cliques ou toques.

Deixe esse recurso bem visível no site e exiba resultados mais relevantes. Também invista em opções de filtros, o que possibilitará que o usuário tenha resultados mais precisos para suas buscas.

Teste

Esta dica pode parecer óbvia, mas, acredite, diversas empresas não testam seus sites para verificar se funcionam corretamente. Em casos assim, erros podem passar e prejudicar a experiência do usuário. Para evitar isso, realize testes periodicamente.

Deixe seu Comentário
Receba mensalmente conteúdo gratuito Saiba o que fazer para melhorar seus resultados com marketing digital. Inscreva-se em nossa newsletter e receba conteúdos em primeira mão.


    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

    Para otimizar sua experiência durante a navegação, fazemos uso de nossa Política de Privacidade. Para proteger seus dados pessoais respeitamos nossa Política de Privacidade. Ao seguir com a navegação e visita, você concorda com nossas Políticas.