BLOG
Felipe Carvalho 30 de abril de 2021

Como vender online? Os segredos para você obter sucesso

A venda online é a alternativa que mais cresceu nos últimos anos, principalmente com o maior acesso da população à tecnologia e a internet, impulsionada por uma necessidade de maior praticidade e busca de economia.

Naturalmente, a migração do consumo de lojas físicas para online passou a crescer significativamente, o que ficou ainda mais evidente com a pandemia de Covid-19, com o consumidor migrando em peso para a compra em e-commerces.

O sucesso do segmento foi tanto, que o setor foi o único que manteve as vendas em alta durante a pandemia, registrando picos históricos de faturamento. Por isso, investir nesse segmento é uma boa dica para quem deseja empreender.

Quer investir no segmento, mas não sabe o que fazer para obter sucesso? Então, confira as dicas e segredos que preparamos para lhe auxiliar a montar um negócio lucrativo.

>> Jornada de Compras: entenda o que é e como funciona!

Tenha um plano de negócios

A elaboração do plano de negócios é uma das etapas principais. Trata-se de um documento que menciona os objetivos da empresa e como ela atuará para atingi-los.

É um documento importante porque desempenha o papel de guia, possibilitando que a gestão saiba o que deve alcançar e o que fazer para conquistar os resultados que deseja.

O plano de negócios também é um aliado para quem busca investimento externo, porque reduz a incerteza do investidor em seu negócio, tendo maior chance de conseguir liberação de crédito.

>> Não sabe como calcular o preço de venda do seu produto ou serviço? [APRENDA AQUI]

Defina seus canais de venda online

Outro ponto essencial é definir quais serão seus canais de venda online. Existem diferentes possibilidades que devem ser consideradas com base em seu orçamento. Veja quais são:

Loja virtual própria

O canal mais comum e utilizado é a loja virtual própria, criada em plataformas de e-commerce. Mas, montá-la exige um orçamento maior, porque é preciso pagar a licença de uma plataforma especializada, a mensalidade, comissões para os meios de pagamento, ações de marketing na internet, entre outras coisas.

Marketplace

O marketplace é uma alternativa tanto para quem não está com o orçamento tão folgado e não consegue abrir uma loja virtual própria, quanto para lojas virtuais de menor porte que precisam diversificar seus canais de vendas.

No caso dos marketplaces, não há gastos com estruturação do site, sistemas de pagamento e demais serviços.

Você vende diretamente em grandes e-commerces, como Mercado Livre, Magalu, Lojas Americanas e Amazon, que já têm toda a estrutura de loja virtual consolidada, sem precisar gastar com isso.

Mas, há um ponto a ser considerado: os marketplaces sempre cobram uma taxa (comissão) por cada venda feita. Portanto, considere esse custo na hora de estabelecer o valor de seus produtos. A vantagem aqui é que você desembolsa a comissão somente quando uma venda é concretizada, sem risco de investir e não ter retorno!

Sites de desapego

Se sua intenção é lucrar com itens usados e seminovos, uma alternativa é vendê-los em sites de desapego, como o OLX e Enjoei. Todos funcionam de maneira semelhante ao marketplace, com a diferença que possibilitam a negociação direta com o cliente.

Nesse caso, também pode haver cobrança de uma taxa por cada venda realizada – ou por anúncio de destaque do produto. Os valores variam entre os sites, logo, é importante verificar esse detalhe antes de anunciar.

Redes sociais e WhatsApp

Também existe a possibilidade de utilizar redes sociais e WhatsApp como canais de vendas online. O Facebook, por exemplo, possui soluções comerciais para venda pela rede.

No que se refere ao WhatsApp, existe a possibilidade de utilizar o WhatsApp Business, catálogo, criação de listas de transmissão, entre outras funções do aplicativo, para potencializar suas vendas.

>> [CONFIRA] 10 dicas de como utilizar o Whatsapp como ferramenta de marketing

Escolha os produtos certos

Um dos passos mais importantes para garantir o sucesso de seu e-commerce é escolher os produtos certos e montar um portfólio de produtos com itens mais buscados por seu público-alvo, bem como outros que são diferenciais, ou seja, mais difíceis de serem encontrados.

Mas, como saber quais são esses produtos? Deve-se investir em pesquisa de mercado. Se um segmento lhe atrai e pretende investir nele, faça uma pesquisa para identificar quais são os produtos com maior saída e aqueles que seu consumidor busca, mas tem dificuldade em achar e comprar.

Também busque por marcas, alternativas de qualidade, lançamentos e novidades que podem atrair mais clientes e fazer com que sua loja virtual tenha um melhor retorno em curto, médio e longo prazos.

Adote uma política de preços competitivos

Você só conseguirá vender se o seu preço for competitivo. Mais uma vez, saber quanto a concorrência cobra é importante, mas não se deixe levar por somente isso para definir o preço de venda de seus produtos.

Há uma série de fatores como custo de produção ou de compra, impostos, despesas de manutenção da empresa, logística, entre outros, que devem ser considerados para não ter prejuízo.

Se considerando todos esses fatores o preço de venda for muito acima do da concorrência, está na hora de rever seus gastos para poder oferecer um valor melhor e mais competitivo, ou mesmo escolher um outro portfólio de produtos para vender, afinal, na internet o preço e a velocidade da entrega são os fatores que mais influenciam os consumidores na hora de comprar.

Estruture a logística

A logística é um ponto essencial de toda loja virtual, envolvendo estoque, frete, entrega, entre outros. O ideal é que a empresa tenha uma logística integrada, para facilitar a visualização de informações e simplificar o atendimento ao cliente.

Também se deve buscar alternativas para oferecer para o cliente opções de frete em valores acessíveis (ou gratuito) e em menor prazo de entrega, que sempre deve ser cumprido para ter mais chances de fidelizar o cliente.

Quando tiver problemas com a logística, sobretudo no que se refere à entrega, tente compensar essas falhas com um atendimento personalizado, que forneça informações objetivas ao cliente e soluções rápidas.

Invista em mídia de performance

Mídias de performance são mídias pagas e que oportunizam a segmentação de acordo com o perfil ou interesse do seu público-alvo. Quanto mais informações sobre o interesse do público for possível extrair, mais as mídias tendem a gerar resultados. E aqui está outra vantagem do marketing digital: tudo (ou quase tudo) pode ser mensurado, ou seja, o investimento se torna mais qualificado quando você entende o que está funcionando e o que deve ser deixado de lado.

Entre as possibilidades de mídia paga de performance estão o Google Ads e o Facebook Ads, que podem gerar aumento de tráfego em sua loja online, maior captação de leads e realização de vendas. São investimentos que compensam porque entregam resultados em curto prazo e tem um ROI (Retorno sobre o Investimento) significativo.

Otimize sua loja online

Toda a loja online deve ser otimizada para ter um melhor desempenho em motores de busca, como o Google, de modo a obter melhor ranqueamento, visibilidade, acessos e aumentar as chances de vendas.

Uma das formas de atingir isso é investir em estratégia de SEO (otimização para motores de busca), para otimizar descrições de produtos, títulos, imagens, velocidade do site, entre outros pontos, e ter resultados mais expressivos.

Se a sua empresa já vende online ou está começando essa jornada, venha conversar com a MMD. Somos especializados em marketing digital de performance e estamos no mercado desde 2007. Temos um DNA forte no comércio eletrônico.

Receba mensalmente conteúdo gratuito Saiba o que fazer para melhorar seus resultados com marketing digital. Inscreva-se em nossa newsletter e receba conteúdos em primeira mão.


    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

    Para otimizar sua experiência durante a navegação, fazemos uso de nossa Política de Privacidade. Para proteger seus dados pessoais respeitamos nossa Política de Privacidade. Ao seguir com a navegação e visita, você concorda com nossas Políticas.