BLOG
18 de junho de 2021

Redes Sociais: O que são e para quem são?

 

As redes sociais se tornaram ferramentas comuns no dia a dia dos usuários da internet. De acordo com a pesquisa TIC Domicílios de 2019, três a cada quatro brasileiros acessam regularmente a internet e quando o fazem utilizam mais aplicativos de redes sociais.

Entre as principais mais utilizadas no país estão o Facebook, WhatsApp, YouTube, Instagram, LinkedIn, Pinterest, Twitter e TikTok, de acordo com um relatório divulgado em outubro de 2020 pela We Are Social e Hootsuite.

Mas, o que são redes sociais, para quem são e para que servem, especificamente? Aqui, respondemos essas dúvidas. Continue a leitura e confira!

O que são redes sociais?

As redes sociais são estruturas formadas na Internet por pessoas e empresas que se conectam a partir de interesses ou valores comuns. Através delas, criam-se relações de forma rápida, sem hierarquia ou limites físicos.

Por isso, entende-se que as redes sociais são facilitadoras de conexões no mundo virtual, por meio de sites e aplicativos que operam em níveis diversos – como o profissional, de relacionamento, entre outros – sempre permitindo a troca de informações.

Curiosamente, o conceito de rede social é mais antigo do que muitos pensam! Na sociologia, por exemplo, a ideia de rede social é utilizada para analisar interações entre indivíduos, grupos, organizações ou sociedades desde o final do século XIX.

Somente na década de 1990 surgiu o conceito de rede social que temos hoje, com a criação de sites que permitiam a interação entre usuários. Entre eles, destaque para o MySpace e Orkut, que se tornaram populares e líderes até o surgimento de outras plataformas.

Atualmente, a rede social assumiu um papel não só de conexão e aproximação entre pessoas e organizações, mas também de entretenimento e de informação, tanto que muitos usuários utilizam as redes para se atualizarem sobre notícias.

Leia também:
A transformação das redes sociais em veículos de mídia

Tipos de redes sociais

Existem vários tipos de redes sociais, que são definidos de acordo com o perfil do usuário. Atualmente, utiliza-se a seguinte nomenclatura:

  • Relacionamento: Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn são bons exemplos;
  • Entretenimento: YouTube é o maior exemplo, tanto que é a maior plataforma de vídeos do mundo;
  • Profissional: neste caso, o destaque é para o LinkedIn;
  • Nicho: ótimos exemplos é o TripAdvisor, que é uma rede na qual usuários dão nota para estabelecimentos de hospedagens, restaurantes, entre outros.

Redes sociais e mídias sociais: qual a diferença?

Há quem acredite que rede social e mídia social (social media) são a mesma coisa, mas não são!

Social media é o uso de tecnologias para fazer o diálogo interativo entre pessoas, ao passo que a rede social é uma estrutura composta por pessoas que compartilham interesses semelhantes, como já detalhamos.

Fica ainda mais fácil entender esses conceitos quando se sabe que a rede social é uma categoria de mídia social, que é um termo mais amplo, abrangendo diferentes formatos como vídeos, blogs, TV, rádio, entre outros.

Há, ainda, outras formas de diferenciar os dois termos: social media é um lugar em que se pode transmitir informação a outras pessoas. Já nas redes sociais, normalmente se busca conexão / relacionamento.

Outra maneira é pensar que as mídias sociais ajudam as pessoas a juntar-se através da tecnologia, enquanto as redes sociais melhoram essa ligação, uma vez que as pessoas só se conectam em redes porque têm interesses comuns.

Redes sociais: para quem são?

Qualquer pessoa ou empresa pode utilizar redes sociais, desde que cumpra normas de cada plataforma. Mas, nem toda rede social serve para todo mundo.

Quem prefere redes sociais mais dinâmicas, com conteúdo em vídeo, certamente não se dará bem com as que têm predominância de posts com imagens estáticas e textos, por exemplo.

Ao usuário, cabe identificar a rede social que melhor atende seu perfil. Já no caso da empresa, cabe pesquisar e adotar a rede social em que seu potencial cliente está, para ter maior assertividade em estratégias digitais.

Uso de redes sociais por empresas

Como os potenciais clientes das marcas estão em redes sociais, ter perfis nelas tornou-se quase que uma obrigação para as empresas, principalmente quando se busca mais resultados de crescimento e financeiros.

As empresas podem utilizar as redes sociais de maneira estratégica, tendo um espaço digital para fazer branding, criar relacionamentos com clientes e potenciais clientes, bem como gerar leads e vendas.

Mas, como utilizar as redes sociais da melhor maneira possível para conquistar objetivos? A seguir, separamos algumas dicas de como usar essas ferramentas em sua estratégia:

Defina objetivos

O primeiro passo é definir quais são os objetivos da marca, se ganhar visibilidade, tornar-se autoridade, gerar leads, realizar branding ou vender.

Dessa forma, será possível estabelecer um plano de ação a ser executado para atingir os objetivos que a marca deseja, tendo maior assertividade.

Invista em gestão de redes sociais

A gestão das redes sociais vai muito além de realizar publicações, como muitos pensam. Essa atividade envolve, por exemplo, a definição de estratégia e posicionamento, planejamento de publicações, execução e monitoramento de ações, além de levantamento e análise de resultados.

Quando o gerenciamento é feito corretamente, a chance de sucesso é maior, porque a equipe envolvida no processo consegue identificar o que entrega resultados, direcionando esforços e recursos adequadamente, além de poder ajustar ações que não geram os objetivos estabelecidos, minimizando a possibilidade de prejuízos.

Crie conteúdo de qualidade e relevante

De nada adianta somente ter um perfil em redes sociais, se não criar e publicar conteúdo de qualidade, relevante e original. É o conteúdo que atrai usuários, possibilita que a marca tenha visibilidade e ganhe autoridade.

Como consequência disso, os usuários começarão a acompanhar o perfil naturalmente, para consumir o conteúdo que a marca divulga, o que possibilitará criar um relacionamento e estimular o desejo de compra.

Por isso, não deixe de criar conteúdo para seus perfis. O primeiro passo para isso é criar uma ou mais personas (clientes ideais), identificar suas dores e dúvidas e elaborar conteúdos para sanar esses problemas.

Ah, não se esqueça de postar regularmente, o que ajudará a agradar o algoritmo e ter maior exibição para os usuários, gerando mais visibilidade para a marca.

Interaja com os usuários

A principal proposta das redes sociais é conectar, portanto, siga essa ideia e interaja com os usuários! Responda comentários, esclareça dúvidas, fique de olho no inbox, enfim, não deixe seus possíveis clientes ou já fiéis consumidores no vácuo.

É importante que a marca se mostre disponível e interessada no usuário, portanto, deve responder reclamações para deixar claro aos seguidores que a empresa é interessada em oferecer soluções e atender bem o cliente.

A interação dá confiança ao possível cliente, fazendo com que tenha segurança para realizar compras. Além disso, estimular conversas e interações aumenta o engajamento da marca e seus resultados em redes sociais.

Posicione sua marca

A marca só terá visibilidade entre seu público-alvo se adotar um posicionamento, levantar bandeiras, falar sobre seus valores e mostrar ações condizentes a eles.

Ao fazer isso, é possível gerar uma identificação da marca com o usuário, o que possibilita criar relacionamentos e estimular compras. Para atingir esses resultados, é importante que a marca sempre se posicione de maneira estratégica.

Pontos positivos do uso das redes sociais pelas empresas

O uso de redes sociais tem sido absorvido por pessoas em todo o mundo e hoje já faz parte da nossa rotina. Isso fez com que esses espaços se tornassem um lugar onde as marcas e empresas também estão para interagir com seus prospects e clientes, trazendo possibilidades muito positivas, como:


Compartilhamento da visão da empresa

As redes sociais são uma espécie de vitrine de sua empresa. Nelas, você poderá mostrar a visão do negócio, em que acredita e o que faz para cumprir a visão, missão e valores da marca.

Com a personalização da mensagem e a interação direta com o cliente nas redes sociais, é possível ter uma relação mais pessoal com cada cliente ou possível cliente, já que você pode entrar em contato com cada um, seja para resolver problemas ou para descobrir novas informações.

 

Possibilidade de segmentação do público

Ao publicar em redes sociais, é possível segmentar os seus posts de acordo com as características da audiência, direcionando seus esforços para aqueles perfis de público que possuem mais afinidade com a sua solução ou produto.

Na prática, isso significa que ao segmentar suas ações nas redes sociais dá para ter maior assertividade, conseguindo atingir resultados mais expressivos do que fazer ações gerais, sem um direcionamento específico.

 

Conhecimento do perfil de seu cliente

As redes sociais possibilitam ter um conhecimento mais profundo sobre o perfil de seu cliente, graças ao fato de as pessoas compartilharem seus gostos, desejos e outras informações que podem ser valiosas para as empresas na hora de se aproximar do seu público-alvo.

Manter-se atento ao que é relevante para sua audiência possibilitará não somente conhecer características de seu perfil, mas também conectar-se melhor com ela.

 

Possibilidade de vender por estes canais

Está buscando formas de ampliar suas vendas? Então, saiba que dá para conquistar esse resultado utilizando as redes sociais!

Da mesma forma que é possível se relacionar com o público por essas ferramentas, também é possível utilizá-las para vender seus produtos ou serviços, principalmente para aquela audiência que já tem um relacionamento com você e já se mostra madura para a compra.

Uma forma de vender pelas redes é utilizar o social commerce, que integra a rede com um e-commerce, possibilitando o redirecionamento do usuário para a loja online, na qual poderá realizar a compra.

Essa é uma boa alternativa para empresas que buscam vender direto para o consumidor, sem ter de usar intermediários. Além disso, possibilita aproveitar o impulso de compra, uma vez que o usuário não precisa sair da rede social para ir ao e-commerce, reduzindo passos para a finalização da compra.

Leia também:
Os segredos para vender mais pelas redes sociais

 

Criação de um ambiente controlado pela marca

Independentemente de quem é o seu público, este vai estar em alguma rede social. Ao ter perfis nessas ferramentas, a empresa consegue criar um ambiente controlado pela marca, com a possibilidade de reverter narrativas e passar mensagens de maneira mais efetiva para os usuários.

Possibilidade de divulgação de empresas por um baixo orçamento

Ao contrário dos meios tradicionais, anunciar nas redes sociais ainda tem um custo mais baixo, além da vantagem de que na web é muito mais fácil medir os resultados.

De modo geral, as marcas podem começar uma estratégia em redes investindo pouco, trabalhando de forma orgânica predominantemente. Mas, o ideal é combinar posts orgânicos com Ads, para atingir resultados mais expressivos em curto, médio e longo prazos.

Informação em tempo real

As redes sociais permitem transmitir mensagens urgentes da marca em um canal oficial. Isto é muito importante no caso de gestão de uma crise, por exemplo, em que é necessário que a marca se posicione rapidamente, evitando, assim, que o caso tome maiores proporções.

Receba mensalmente conteúdo gratuito Saiba o que fazer para melhorar seus resultados com marketing digital. Inscreva-se em nossa newsletter e receba conteúdos em primeira mão.


    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

    Para otimizar sua experiência durante a navegação, fazemos uso de nossa Política de Privacidade. Para proteger seus dados pessoais respeitamos nossa Política de Privacidade. Ao seguir com a navegação e visita, você concorda com nossas Políticas.