+55 41 3042.0444 | +55 41 3287.4955 | +55 41 98501.7891

41 3042.0444 | 41 3287.4955 | 41 98501.7891

marketing digital como você nunca viu.

Botão Menu - Muito Mais Digital

Reduzir Custos e Aumentar Receita. Como fazer essa mágica?

Como reduzir custos

Todos queremos ter mais lucro, mais retorno. Geralmente em tempos de crise a “moda” é voltar a falar em corte de custos, redução de despesas, etc. Mas será que é só nesta fase mais difícil que a empresa e o país atravessam que se deve lembrar de reduzir custos? Reduzindo custos aumenta-se a receita?

Como diz um ditado, custos é como unha, deve-se cortar sempre. Então vamos ver como reduzir custos, que automaticamente, mantidas as receitas, vai ajudar a aumentar o lucro.

Segue alguns passos para quem ainda não tem uma boa gestão de custos:

Uma boa metodologia é Diagnosticar, Planejar e Agir.

Diagnóstico:

Fazer uma relação, um levantamento de todas as despesas e custos mensais da empresa (Custos fixos, variáveis, despesas, etc.), destacando:

  • Todas as despesas e compromissos fixos (mensal);
  • Despesas gerais, manutenções, material de expediente, etc.;
  • Todos os contratos com fornecedores (produtos e serviços);
  • Entre outros.

 

Análise:
Com estas informações, repassar uma por uma das despesas e contratos analisando o que pode ser reduzido e renegociado, melhorando sem comprometer a qualidade do que a empresa produz ou presta de serviços. Nesta fase de análise atentar para pontos importantes como:

– Recursos humanos. Nem sempre demitir funcionários é a melhor solução. Exemplo: demitir vendedores, aqueles que geram vendas, faturamento para empresa, pode piorar a situação.

– A empresa tem algum serviço que pode ser terceirizado?

– Rever com contador o seu regime de tributação. Está de acordo com o ramo de atividade da empresa e faixa de faturamento adequado?

– Rever fornecedores (atualizar orçamentos). O ideal é rever fornecedores a cada 6 meses, às vezes, por comodismo, sua empresa pode estar “acostumada” com determinados fornecedores e estar pagando valores acima do mercado por produtos ou serviços. Ou podem haver novos produtos, novas tecnologias, soluções, etc. Lembre-se, comprar bem, faz vender bem.

– Se a empresa paga aluguel, pode rever o espaço e/ou renegociar valores com o proprietário.

Viagens: se sua empresa paga viagens para diretores, vendedores, etc., pode também ser revisto. Exemplo: otimizar reuniões, apresentações, etc., realizando videoconferências.

– Rever contratos de telefonia e internet: estão de acordo com a realidade e necessidade da empresa?

– Rever, pelo menos uma vez ao ano, as tarifas bancárias de conta corrente e cobrança;

– Como está o investimento em Marketing Digital? Já consultou uma Agência de Marketing para ver as vantagens deste serviço comparado às mídias tradicionais?

– Como está sua gestão de estoque? Estoque parado é dinheiro perdendo valor. Repense seu estoque.

Formação de preços: sua empresa faz os cálculos para formação de preços dos produtos?

– Ter um fluxo de caixa organizado (lançamento de todas as previsões de entradas e saídas). Não precisa ser algo sofisticado, o importante é conter todas as informações corretas e de fácil análise.

Atenção:
Para qualquer empresa, há dois setores primordiais que se deve dar muita atenção. Setor de compras e financeiro/contas a pagar. Primeiro que as pessoas responsáveis devem ser de muita confiança e em segundo serem competentes. Muitas vezes são nestes setores que acontecem as fraudes, fragilizando a empresa.

Planejar e Agir:

Com um diagnóstico minucioso em mãos pode-se planejar e realizar diversos ajustes, traçando metas para diversas áreas.

– Reunir a equipe, explicar o momento que a empresa está passando e mostrar a importância de todos estarem empenhados para passar este momento, aumentando a produtividade.

– Com o diagnóstico concluído, reunir os responsáveis do comercial, marketing, compras e financeiro e montar o plano de ação com metas e datas. O gestor da empresa deve estar empenhado na ação, acompanhar de perto e celebrar junto os resultados.

Com este trabalho bem feito a empresa poderá se estabilizar em tempos de crise. E estando bem organizada vai passar os tempos difíceis. Ao melhorar a economia do país e o movimento do mercado, naturalmente as vendas irão aumentar. Nesta fase, provavelmente estará mais competitiva nos preços de vendas de produtos ou serviços e consequentemente terá mais lucros, conquistando mercados e retomando o crescimento.

Não tome decisões sem ver os números, por isso, tenha uma boa gestão e conheça todos os custos e investimentos da empresa. Até porque, se não existe controle, é impossível saber se surtiram efeitos com as mudanças.

Portanto, nada de desespero de sair cortando tudo sem um plano, sem dar atenção ao que é essencial no negócio da empresa. Reduzir investimentos em áreas estratégicas pode fazer com que, quando a crise passar, a empresa esteja despreparada e terá um alto custo, além de precisar de mais tempo para se recuperar.

Lembre-se de que crise, qualquer que seja, é também momento de grandes oportunidades.

Resumidamente, pode-se afirmar que uma boa gestão de custos vai além de cortar despesas e pode aumentar a receita e o lucro.

E especificamente falando de aumento de faturamento, vamos ver alguns pontos que podem ajudar.

Como aumentar meu faturamento?

 

Considerando que a empresa fez todo diagnóstico acima, montou um plano de ação e o pôs em prática, terá condições de avançar nas estratégias para aumentar o faturamento. Para isso, segue algumas dicas:

  • Gestão dos custos;
  • Formação de preços. Conhecendo os custos pode-se calcular corretamente o preço de venda;
  • Investimento em marketing, principalmente Marketing Digital. Se praticamente todas as empresas estão na internet, o consumidor só poderá “achar” seu produto ou serviço se você estiver lá e investir para ser localizado;
  • Aumentar sua base de clientes. Diversas ações podem ser feitas, uma delas é o PAR – Projeto de Aceleração de Resultados;
  • Equipe comercial/vendas bem capacitada, com metas e objetivos claros;
  • Aumentar o ticket médio. Isso é possível com uma equipe preparada e que conheça as reais necessidades dos clientes;
  • Aumentar a quantidade e variedade de produtos na loja, principalmente se a sua empresa tem um e-commerce;
  • Manter-se sempre bem informado e conhecer o mínimo daquilo que se pretende fazer (exemplo: ao investir em marketing, você precisa conhecer pelo menos o básico. Aqui temos um material perfeito de marketing digital básico).

 

Concluindo:
Uma empresa, independente do tamanho, que tem uma boa gestão de custos, está atenta ao movimento do mercado, tem uma estrutura enxuta, profissionais competentes e ouve seus clientes, poderá ter dificuldades em tempos de crise, mas sobreviverá e retomará rapidamente seu posicionamento ao passar a tempestade.

Muito Mais Digital

Muito Mais Digital

A Agência Muito Mais Digital atua há mais de 10 anos e está alinhada às tendências inovadoras em Gestão de Marketing Digital e desenvolvimento Web. Nossa proposta é formar parcerias de crescimento corporativo e desenvolvimento, através de consultoria em internet, marketing digital e mídias on-line.

Ligue Agora