BLOG
Felipe Carvalho 24 de fevereiro de 2022

Tendências do marketing digital para 2022

8 tendências de marketing digital para 2022
1. Curadoria de conteúdo
2. Foco no entretenimento no Instagram
3. Criação de conteúdo com base em análise de dados
4. Consolidação do TikTok
5. Integração entre marketing e vendas
6. Social selling
7. Slow content
8. Personalização do conteúdo
Nunca acredite em tudo que te falam!

Todo ano novo traz consigo tendências para diversos segmentos. Com o marketing digital não é diferente e, conhecer essas tendências, ajudará sua empresa a se adaptar para atingir melhores resultados.

E quais são as tendências do marketing digital para 2022? Preparamos uma lista com as principais (que nós acreditamos)! Confira e aproveite para iniciar o ano aplicando as mais adequadas ao seu negócio!

8 tendências de marketing digital para 2022

Não dá para prever o futuro exatamente, até porque inovações e mudanças acontecem de modo muito rápido. Mas, considerando o movimento e momento do mercado, dá para apontar algumas tendências para 2022. Confira essas 8 que separamos:

1. Curadoria de conteúdo

O conteúdo tornou-se uma das principais ferramentas das empresas para atrair potenciais clientes e convertê-los. É fácil produzi-lo na maioria das vezes e também é fácil acessá-lo.

O problema é que há muito conteúdo disponível online e nem sempre o usuário consegue encontrar algo que seja relevante, que realmente atenda suas dores no exato momento em que precisa.

É aí que entra uma das principais tendências em marketing digital de 2022, a curadoria de conteúdo. Ela trabalha lado a lado com a newsletter e seu foco é analisar e filtrar informações e novidades sobre um determinado nicho, considerando os interesses de sua base.

Há iniciativas que dão mais fôlego para essa tendência, como o Substack, que é uma plataforma de monetização de newsletters. Outras opções são os publicadores de newsletter do Twitter e LinkedIn!

2. Foco no entretenimento no Instagram

Em 2021, o Instagram anunciou que seu foco agora é em vídeo e não mais em fotos. Isso exige uma mudança de estratégia das empresas, passando a produzir material voltado ao entretenimento para conseguir atrair seu público.

Ao seguir essa tendência, o ideal é que a empresa encontre o equilíbrio entre produção e divulgação de conteúdo que demonstre conhecimento e que entretenha.

Para isso, é importante ter um planejamento para combinar diversão e informação de maneira inteligente, de modo a quebrar expectativas e evidenciar sua presença na rede social.

3. Criação de conteúdo com base em análise de dados

A criação de conteúdo com base em análise de dados mais aprofundada é uma forte tendência de marketing digital para 2022. Quem adota essa tendência passa a ter dados importantes para personalizar sua estratégia, direcionando-a para conseguir resultados mais expressivos.

Além disso, a empresa passa a ter relatórios que são provas de que seu serviço ou produto entrega resultados.

Para seguir essa tendência, é importante que a empresa tenha ferramentas que lhe auxiliem no levantamento e análise de dados, como o Google Analytics, por exemplo. Além disso, automatizar pode ser uma alternativa interessante, realizando esse processo com maior facilidade e menor risco de erro.

4. Consolidação do TikTok

Falamos aqui que o Instagram anunciou que agora o foco da plataforma é o vídeo. Curiosamente, isso foi estabelecido depois de o TikTok se tornar uma das principais redes sociais de 2021.

O TikTok é uma plataforma de vídeos curtos usada principalmente pela geração Z e tem sido responsável por ditar regras quando se fala em produção de conteúdo. Prova disso é o Instagram criar algoritmos que favorecem conteúdos em vídeo curto assim como os do TikTok.

A tendência para 2022 é que a rede social se consolide ainda mais e dite tendências em conteúdo. Portanto, se sua intenção é crescer, especialmente entre a geração Z, atraindo esse público, investir em conteúdo para o TikTok é uma boa estratégia.

Quer adotar essa dica, mas não sabe exatamente como? Pesquise no TikTok diferentes conteúdos, principalmente os que mais fazem sucesso. Assim, dá para entender como a plataforma funciona e ter uma ideia do que criar para inserir a empresa na rede social.

5. Integração entre marketing e vendas

Foi-se o tempo que as áreas de marketing e vendas atuavam de forma separada. Hoje, para ter resultados mais expressivos é importante mantê-las integradas. Trabalhando juntas é possível ter um plano de ação mais eficaz, com melhores estratégias.

Assim, há uma maior chance de atingir um crescimento previsível, bem como de superar expectativas de marketing e comerciais. A ideia é que o marketing trabalhe todo o funil, nutrindo os leads e deixando-os maduros, e a área de vendas utilize informações do marketing para fechar negócios.

Leia também:
O que é funil de vendas e como definir o seu.

6. Social selling

O social selling é uma tendência voltada a captar leads e se relacionar com eles em redes sociais para gerar vendas. A empresa pode usar diferentes plataformas para isso, dando preferência para aquela que seu cliente realmente está.

No social selling, as vendas são resultados da construção de uma relação transparente e de confiança entre a marca e seus consumidores. As redes sociais, por sua vez, são espaços em que isso acontece. Essa combinação aumenta as chances de fechar negócios, maximizando resultados.

A empresa pode utilizar diversas estratégias para adotar o social selling, como a busca e captação de potenciais consumidores por meio do conteúdo de valor, interação sem pressa para fechar vendas (para construir relacionamento) e parceria com microinfluenciadores.

Você pode se interessar por:
Gerei leads e agora? O que fazer para transformar leads em clientes?

7. Slow content

No slow content, a qualidade se sobrepõe à quantidade. A produção de conteúdo não segue um ritmo frenético, o que permite produzir melhor, de acordo com o ritmo do criador de conteúdo e de seu público.

A ideia tem a ver com possuir mais liberdade para criar o conteúdo, respeitando o tempo do criador. Assim, acredita-se que é possível criar peças com as quais a audiência se identifica melhor, contribuindo para se ter um relacionamento saudável, transparente e que gere frutos para a empresa.

Além disso, produções de conteúdo que agregam valor, com caráter mais educativo, ajudam a gerar mais interesse, a criar leitores cativos e gerar mais leads de forma recorrente.

8. Personalização do conteúdo

Personalizar o conteúdo se tornou essencial para gerar leads e criar relacionamentos que gerarão vendas. Isso faz toda a diferença porque é possível solucionar as dores desses leads de maneira pontual, gerando um relacionamento de confiança. A venda acaba sendo uma consequência natural desse relacionamento.

Existem ferramentas que podem lhe ajudar a personalizar seu conteúdo e comunicação com leads, como as de automação e segmentação, como a  RD Station. Elas facilitam esse trabalho de personalização e causam impactos positivos nas vendas.

Conheça a segunda parte deste post, aqui:
Tendências do marketing digital para 2022 – [PARTE 2]

Nunca acredite em tudo que te falam!

Essas são as nossas apostas e crenças para 2022, mas é importante que você nunca acredite cegamente em tudo que te falam, afinal, o contexto sempre pode mudar aquilo que é mais o menos adequado para você (e a sua empresa).

Quer conversar sobre o seu contexto e necessidades? Venha conversar conosco. Vamos juntos descobrir o que é importante para a sua empresa voar mais alto em 2022. Clique aqui e envie seu contato.

Receba mensalmente conteúdo gratuito Saiba o que fazer para melhorar seus resultados com marketing digital. Inscreva-se em nossa newsletter e receba conteúdos em primeira mão.


    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

    Para otimizar sua experiência durante a navegação, fazemos uso de nossa Política de Privacidade. Para proteger seus dados pessoais respeitamos nossa Política de Privacidade. Ao seguir com a navegação e visita, você concorda com nossas Políticas.